Tempo de leitura é de aproximadamente minutos

Cogeração de energia: alternativa viável e assertiva para empresas


Atualmente, a demanda energética existente no Brasil é suprida, em sua maioria, pela produção das usinas hidrelétricas. Em 2014, de acordo com dados da Aneel, a produção de energia elétrica proveniente das usinas alcançava os 95%. Mas a busca por fontes de energia e a geração distribuída já agregam novas práticas ao mercado. E a própria demanda global crescente por energia impulsiona este cenário.

E ao encontro desta ideia,  a cogeração de energia vem ganhando mais espaço. A alternativa é uma solução que merece a atenção de todos. Neste sentido, empresas e seus engenheiros, que estão atentos a estas demandas e posturas, vêm acompanhando ainda mais este setor bastante próspero. 

Diante das crises de energia, muito presentes no país, a necessidade de diversificar a matriz energética é imensa. Afinal, os recursos utilizados podem acabar e os profissionais capazes de alavancar a produção de soluções de menor custo e mais eco-friendly são bastante necessários. Mas, afinal, o que é cogeração de energia?

Saiba o que é cogeração de energia

A cogeração de energia é a produção concomitante de energia térmica/calor e energia elétrica originárias de uma fonte primária de energia química, que é o  combustível. O modelo de produção e distribuição energética é eficiente para consumo interno ou de terceiros.

Até a década de 40, a alternativa era mais comum, mas fora deixada de lado. Isso por conta dos avanços tecnológicos que sugerem outras experimentações. Todavia, ela permanece sendo uma forma barata, simples, segura e amiga do ambiente. E, mais do que isso: é atrativa, devido a parte da energia, que é gerada na produção de energia elétrica a partir de combustíveis fósseis, como a libertada sob a forma de calor, por exemplo. Que pode ser aproveitada para aquecimento de ar, água entre outras utilizações.

Para se ter ideia, a União Europeia definiu ainda para o ano de 2010 que a produção de 18% de energia elétrica seria por meio da cogeração. Isso porque o impacto ambiental é muito reduzido, tornando-se um meio vantajoso e que vai ao encontro das boas práticas estimuladas por uma consciência acerca da preservação dos recursos naturais. Ao encontro disso, vários países foram definindo igualmente as suas metas internas e lançando benefícios como a redução de tarifas de uso do sistema elétrico. 

Alternativas de cogeração 

A tecnologia em alta, avançada e a serviço das pessoas, bem como das necessidades do mercado oportunizam muitos meios de geração de energia. Ao encontro disso, ideias que garantam o teor competitivo das empresas, sem abrir mão de eficiência, qualidade e postura consciente são valorizadas.

Os principais equipamentos que compõem esses sistemas são aqueles que utilizando um combustível (biomassa e/ou gás natural) produzem energia mecânica, para mover um gerador que produz eletricidade e, complementarmente, outros equipamentos produzem energia térmica (calor e frio). Mas ainda há outros que podem ser relacionados, como:

  • motores a combustão (ciclo Otto ou Diesel);
  • caldeiras que produzem vapor para as turbinas a vapor;
  • turbinas a gás natural;
  • caldeiras de recuperação e trocadores de calor;
  • geradores elétricos, transformadores e equipamentos elétricos associados;
  • sistemas de chillers de absorção, que utilizam calor (vapor ou água quente) para produção de frio (ar condicionado);
  • sistemas de ciclo combinado (turbinas a vapor e gás natural) numa mesma central; 
  • equipamentos e sistemas de controle de geração e de uso final de energia.

Turbina Redutora de Pressão: uma solução

Turbina Redutora de Pressão Prosumir

Mais do que gerar energia limpa, eficiente e de baixo custo, a ideia de poder fazê-lo de forma a utilizar também o que seria desperdiçado, reduzindo ainda mais esse número, foi a motivação da Prosumir. A empresa de geração de energia renovável e cogeração faz parte desse movimento sustentável e inteligente, que utiliza conhecimento técnico para propor eficiência energética. 

Assim, criou a Turbina Redutora de Pressão (TRP), uma ideia para diminuir o desperdício nas fábricas. O produto se trata de uma solução que visa substituir válvulas redutoras por turbinas de microgeração de energia. Ou seja, são turbinas que rebaixam a pressão e — ao invés de desperdiçar o calor —, aproveitam para gerar energia com ele. 

Por meio delas é possível gerar uma economia de 10% a 20% dos gastos com energia elétrica. O que vai ao encontro da postura consciente de muitas iniciativas e de toda uma comunidade consumidora, mas também investidora. 

A TRP propõe a redução de custos com energia elétrica e aumento da eficiência energética juntamente com a diminuição do impacto ambiental. A empresa Prosumir visa atender as indústrias por meio da viabilização de um modelo de performance com custo zero para as empresas que vierem a adquirir.

Conheça a Turbina Redutora de Pressão da Prosumir e saiba como ela pode gerar eficiência energética para as empresas comprometidas com práticas sustentáveis e otimização de processos.





Desenvolvido por uma equipe loucamente criativa   

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo.

Ei você!

Não vá embora ainda.

Não encontrou o que procurava?

Nos chame agora no WhatsApp e tire suas dúvidas!

Fale pelo WhatsApp